Atualização

Poucas horas depois da publicação da matéria, a TIM, por meio de sua assessoria, entrou em contato com o TecMundo para falar sobre o assunto. Em seu comunicado oficial, a empresa afirma que apesar do termo “hackear” ter sido usado pelos cibercriminosos não houve nenhum tipo de invasão ou comprometimento dos dados dos usuários.

Confira a seguir o texto completo divulgado pela operadora de telefonia: “A TIM esclarece que a falha no direcionamento do endereço www.tim.com.br ocorrida na manhã de hoje (09/08) já foi solucionada. A empresa reitera que seus servidores não foram hackaeados e que os dados dos clientes se mantém preservados, sem qualquer prejuízo aos usuários da página”.